O porquê deste blog

Desde o início da visão deste projeto até o momento em que começo a escrever este post, quatro anos se passaram. Foi um tempo de amadurecimento, que me permitiu experimentar algumas das ideias que serão aqui exploradas, bem como acomodar outros projetos que precisavam encontrar o seu melhor caminho.

Nesse período, eu já trocava ideias e falava sobre a Flourish com algumas pessoas, mas a semente do projeto ainda estava debaixo da terra, germinando. Este blog, portanto, representa a transformação da semente em uma planta que poderá agora ser vista por mais pessoas.

 

Como tudo começou

Em 2009, durante um trabalho de intervenção de desenvolvimento organizacional na empresa da qual eu fazia parte, fui apresentado, pela primeira vez, ao termo “Organizações Híbridas”. Henrique Pistilli e Rodrigo Ventre – responsáveis pela coordenação do projeto – foram meus primeiros mentores. Fiquei muito impactado em reconhecer a existência de um tipo de empresa que trazia em sua missão uma forte sintonia com as necessidades do mundo.

No ano seguinte, decidi dar uma pausa nos meus sete anos de jornada empreendedora para refletir mais a fundo sobre meus próximos anos de carreira e vida. Ao ser aceito no Programa MIT Sloan Fellows, fui para Boston e lá fiquei por um ano.

No início do programa, passei pela decisão de escrever ou não uma tese de mestrado. Acabei optando por me dedicar a estudar mais sobre um tema de meu interesse. Entre mergulhar na análise de teses de investimento de um Fundo de Venture Capital ou investigar mais sobre a história de empresas com forte sentido de propósito, escolhi o segundo tema. Estudei, especificamente, como essas empresas conseguem crescer e manter sua missão original.

Este projeto também tem forte inspiração em outra disciplina que cursei durante o programa Fellows, da Sloan, no MIT. Ao final da disciplina Sustaintability Capstone, do professor visitante da Universidade de Michigan Andrew Hoffman, descrevi alguns dos aspectos que me a deram confiança de que este era um projeto fundamental para mim. O nome Flourish tem influência direta do livro Sustaintability by Design (2008) de John R. Ehrenfeld.

 

A Flourish

A Flourish é uma iniciativa que busca a ampliação do entendimento do conceito de Negócios com Propósito. Atualmente, muitas organizações empresariais têm guiado suas atividades pelo “crescer por crescer”, ao invés de conquistarem a clareza do “por que crescer”.

As visões compartilhadas por autores que pregam um modelo de capitalismo mais equilibrado, como o Capitalismo Consciente ou Capitalismo Natural, só podem ser alcançadas com a existência de empresas que traduzam, na prática, esses ideais; se mais indivíduos incorporarem e compartilharem, no dia a dia, os princípios, o conjunto de valores e os propósitos dessas organizações.

Todas estas e diversas outras questões farão parte das discussões em torno do que são e do que podem vir a ser Negócios com Propósito, afinal, queremos que eles floresçam, multipliquem-se e ajudem a dar mais vida para o nosso mundo. É preciso que os indivíduos que fazem parte dessas organizações, principalmente suas lideranças, tenham consciência de questões fundamentais, como, por exemplo:

  •  O produto que nossa empresa oferece faz bem para as pessoas que os consome?
  •  A forma como nossos produtos são produzidos respeita todos aqueles que participam do processo de alguma forma, inclusive o meio ambiente?
  •  O ganho da nossa atividade é compartilhado de forma justa?

É claro que, em se tratando de diferentes tipos de empresas – sejam elas de produtos ou de serviços – e do tipo de setor ou indústria envolvida no processo, essas questões podem fazer mais ou menos sentido. Entretanto, seja qual for o contexto do negócio, ignorá-las completamente equivale a deixar passar uma excelente oportunidade. Parte da missão da Flourish será esclarecer este ponto.

 

Cases como experiências práticas de aprendizado

A visão a ser alcançada neste projeto já está materializada a partir de alguns exemplos; a partir de cases inspiradores, que trazem a manifestação de práticas aplicadas, algumas delas representando o fator crítico de sucesso do negócio.

Os cases funcionam como a expressão da visão da Flourish e serão utilizados de maneira didática, com lições a respeito de quais questões foram trabalhadas pelas empresas em cada caso específico e quais práticas foram adotadas por elas, sem necessariamente exigir que os cases sejam explorados por completo ou que seus ensinamentos possam ser transportados a todas as situações.

Serão apresentados tanto cases nacionais quanto internacionais. Os cases internacionais servirão para desafiar o limite da forma de pensar dos empreendedores e líderes brasileiros, enquanto os nacionais, além de inspirar o questionamento de algumas premissas de gestão do empreendimento, demonstrarão o que é possível ser feito, considerando-se nosso ambiente de negócio.

 

A quem se destina este Blog

O público principal desta iniciativa são os empreendedores ou empresários. Este blog se destina, principalmente, àqueles empreendedores que estão nesta jornada há algum tempo e seus negócios já tenham atingido certo tamanho. Nosso objetivo é que a Flourish os ajude a transformar seus empreendimentos em “negócios com propósito”.

Em relação aos empreendedores que estão começando agora suas empresas (startups), a Flourish deseja ser uma fonte de inspiração no aprofundamento de questões como “por que estou fundando este negócio?” ou “qual problema do mundo este negócio pode ajudar a resolver?”.

No que diz respeito aos colaboradores de empresas que queiram atuar como verdadeiros líderes, o objetivo da Flourish é trazer ideias para transformar partes ou toda a organização.

Quanto aos investidores, principalmente aqueles que já foram sensibilizados pelas ideias de Capital Paciente, a Flourish pretende ajudá-los a refletir sobre os critérios a serem utilizados na escolha de novos negócios para investimento; critérios estes alinhados com seus princípios.

Sob o ponto de vista das pessoas interessadas em se tornarem investidoras, a Flourish será uma fonte de informação e conhecimento, oferecendo argumentos e ferramentas que auxiliem no entendimento da necessidade de mais investidores com propósito, capazes de direcionar e adequar seus instrumentos e/ou veículos de investimento aos negócios que precisam florescer.

Por fim, a Flourish almeja fazer parte também da vida de acadêmicos e estudantes, contribuindo não somente para o debate sobre como promover mudanças a partir do sistema capitalista atual, mas, sobretudo, para o reconhecimento da força da instituição “empresa”, bem como o impacto positivo que ela pode ter na vida das pessoas se as organizações verdadeiramente trabalharem seus propósitos.

Sejam todos bem-vindos!

 

Gustavo Mamão